sábado, 11 de fevereiro de 2012

Seminário Paulista das Guardas Municipais e Segurança Pública: Um breve relato



Infelizmente, não foi possível permanecer acompanhando todas as palestras marcadas para o 1° Seminário Paulista das Guardas Municipais e Segurança Pública de São Paulo, que se desenvolveram no Salão Nobre Presidente João Brasil Vita, na Casa Legislativa de São Paulo.
Mesmo assim, foi muito satisfatório como agente policial ter acesso às formas de pensamento de pessoas tão conceituadas no meio jurídico, político e de segurança pública.
Quero destacar alguns pontos das palestras, deixando claro que apenas este texto não seria o suficiente para elucidar a importância do encontro:
"Temos que desmistificar a Segurança Pública, reinterando o importante papel das guardas municipais na segurança do cidadão. E só vamos quebrar essa cultura de esquecimento das guardas neste contexto levando informação à sociedade!"

CD Naval
 

 
"Reconhecemos nas guardas municipais a força necessária para realização do policiamento preventivo nas escolas e espaços públicos."
Vereadora Edir Sales
" A Guarda Civil de hoje não é a mesma de ontem, assim como a sociedade também mudou com o passar dos anos, as guardas municipais também mudaram. E é de fundamental importância que o guarda civil comparece nesta casa legislativa para conseguir que projetos do seu interesse sejam aprovados: O que tramita na casa não é Aposentadoria Especial, pois só será  Especial se garantir Igualdade e Paridade. Fora isso, é aposentadoria comum.”

Vereador Abou Anni
"A Polícia Militar tem aumentado o seu efetivo apenas onde as guardas municipais tem um efetivo expoente, e só as guardas municipais podem ser Polícia Comunitária; um policial militar quando não se adapta a um local de serviço na cidade, poderá ser transferido para outra. O guarda , no máximo, vai para outro bairro."
“Precisamos do apoio dos integrantes das guardas municipais para pressionar o congresso a aprovar o que é do interesse de toda a sociedade.”
Deputado Arnaldo Faria de Sá
 
“Não precisamos de Polícia de Posturas, isso é função de Fiscal de Posturas!”
“Precisamos criar um pensamento científico. Não nos deixar levar pelas emoções e sim por por embasamentos concretos”
Osmar Ventris: Advogado e Professor de Direito

Fonte: Blog do GCM  MOTOCICLISTA GUERRA

Postar um comentário