sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Policial de Nova York fica famoso após ser fotografado dando botas a mendigo


Em uma noite fria de novembro, na Times Square, em Nova York, o policial Lawrence DePrimo, 25, estava trabalhando em um posto de combate ao terrorismo quando encontrou um mendigo idoso descalço.
Os dois sumiram por alguns instantes e, quando voltaram, o policial segurava um par de botas novas nas mãos e se ajoelhou para ajudar o homem a colocá-las. O gesto de bondade teria passado despercebido se não fosse uma turista do Arizona, que fotografou a cena com um celular.
A foto foi enviada para a página do Departamento de Polícia de Nova York no Facebook, o que fez com que DePrimo se tornasse um herói da noite para o dia.
"O homem estava congelando e era possível ver as bolhas nos seu pés”, disse DePrimo em entrevista ao "The New York Times". "Eu estava com dois pares de meias e ainda sentia frio", continuou. Depois de uma breve conversa, o policial descobriu o número que o mendigo calçava.

Apoiando-se nos calcanhares, o homem caminhou lentamente pela avenida, ao lado do policial, que entrou em uma loja de calçados. O responsável pela loja naquela noite, Jose Cano, 28, disse que ficou surpreso com a atitude do policial e ofereceu seu desconto de funcionário para que o valor das botas caísse de US$ 100 para cerca de US$ 75.
"Ele é o homem mais educado que conheci", disse o policial, acrescentando que o rosto do homem se iluminou ao ver as botas. DePrimo contou ainda que ofereceu uma xícara de café para o homem, mas, "tão logo as botas estavam em seus pés, ele seguiu o seu caminho, e eu voltei para o meu posto”, disse. O mendigo não foi localizado pela reportagem do jornal americano.

A fotografia do policial ajoelhado próximo ao homem foi postada em uma terça-feira à noite e já no início da noite de quarta-feira havia sido vista 1,6 milhão de vezes. A imagem também recebeu 275 mil “curtir” e mais de 16 mil comentários no Facebook, o que representa um enorme sucesso para um perfil de departamento de polícia, que geralmente recebe fotos de armas e cerimônias de premiação.
O policial Lawrence DePrimo, 25  de Nova York fica famoso após ser
 fotografado dando par de botas a mendigo em calçada
Assim, a imagem do policial que se ajoelha para ajudar um mendigo descalço a se calçar se destacou. "Essa é definitivamente [a imagem] mais viral", disse Barbara Chen, uma porta-voz do departamento, que ajuda a gerenciar a página no Facebook.
A maioria dos comentários trazia elogios ao policial, mas alguns usuários da rede social disseram suspeitar de que a fotografia tivesse sido encenada.
O policial DePrimo, que entrou na corporação em 2010 e vive com os pais em Long Island, ficou espantado com a fama repentina.
A foto foi tirada por Jennifer Foster, diretora de comunicação do escritório do xerife do condado de Pinal, no Arizona. Ela disse que, no momento em que viu a cena, lembrou-se de um dia em que, ainda menina, viu seu pai, um veterano de 32 anos da força de polícia de Phoenix, entregar um prato de comida a um mendigo. "Ele agachou-se, assim como esse oficial", disse Foster.
Fonte: http://noticias.uol.com.br/internacional/ultimas-noticias/2012/11/29/policial-de-nova-york-fica-famoso-apos-ser-fotografado-ajoelhado-ao-dar-par-de-botas-a-mendigo.htm
Foto: Jennifer Foster/Facebook/Reprodução


quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Haddad anuncia Netinho e mais seis novos secretários de governo


O prefeito eleito de São Paulo, Fernando Haddad, anunciou na tarde desta quarta-feira o nome de mais sete novos secretários de seu governo. Com isso, o petista já definiu os titulares de 14 cargos de sua administração. Haddad apresentou os escolhidos em uma coletiva de imprensa realizada no prédio da Caixa Econômica Federal, na Praça da Sé, região central da capital paulista. Entre os novos secretários, está o vereador Netinho de Paula (PCdoB), que vai ficar responsável por uma pasta nova, a Secretaria de Promoção da Igualdade Racial.
O vereador Netinho de Paula (PCdoB) vai ficar responsável por uma pasta nova, a Secretaria de Promoção da Igualdade Racial. Foto: Bruno Santos/Terra
O vereador Netinho de Paula (PCdoB) vai ficar responsável por uma pasta nova, a Secretaria de Promoção da Igualdade Racial
Foto: Bruno Santos/Terra
A criação de uma nova secretaria foi possível, de acordo com Haddad, por causa da fusão de outras duas pastas: a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e do Trabalho com a Secretaria Especial do Microempreendedor Individual. "Como fizemos a fusão de duas secretarias, liberou estrutura para começa uma nova, a de Promoção da Igualdade Racial. Questão que está longe de ser toda superada. Houve avanços expressivos, inclusive reconhecidos pela comunidade negra, mas essa é uma agenda permanente", explicou.
Além de vereador reeleito, Netinho foi apresentador de TV e cantor antes de ingressar na carreira política. A escolha dele abre lugar para que o ex-ministro dos Esportes Orlando Silva (PCdoB) assuma uma vaga na Câmara, já que o político é o primeiro suplente. Já a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho ficou com o também vereador reeleito Eliseu Gabriel (PSB). Ele é formado em Física pela Universidade de São Paulo (USP) e trabalhou nas secretarias do Interior e do Planejamento na gestão do ex-governador de São Paulo Franco Montoro.
Haddad também apresentou o nome do petista Chico Macena (PT-SP) para ocupar a Coordenação das Subprefeituras. Ele é vereador pelo segundo mandato na Câmera dos Vereadores, mas não conseguiu se reeleger. Foi presidente da Companhia de Engenharia de Tráfego na gestão da ex-prefeita Marta Suplicy.
Para secretário de Relações Governamentais, o prefeito eleito escolheu o deputado estadual João Antonio (PT). Ele é advogado e também foi vereador na capital paulista por três mandatos. Durante esta época, foi líder do governo de Marta.
A filha do vice-presidente da República, Michel Temer, Luciana Temer, foi escolhida para ser secretária de Assistência Social. Ela também é advogada, especializada em Direito Constitucional, e professora da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Além disso, ocupou o cargo de secretária-adjunta e secretária do Estado de Juventude, Esporte e Lazer.
A candidata a vice-prefeita de Gabriel Chalita (PMDB-SP), derrotado nas urnas no primeiro turno, Marianne Pinotti (PMDB-SP), ficou responsável pela Secretaria da Pessoa Com Deficiência e Mobilidade Reduzida. Marianne é médica especialista em Ginecologia e Obstetrícia e Mastologia. A peemedebista foi secretária de Saúde de Ferraz de Vasconcelos, município vizinho a São Paulo.
O último nome anunciado é do vereador Roberto Tripoli (PV), que aceitou convite para ser secretário do Verde e do Meio Ambiente. Ele é um dos fundados do Partido Verde e está na Câmara Municipal desde 1988. Durante as eleições, Tripoli chegou a fazer campanha ao lado de José Serra, então adversário de Haddad, que acabou derrotado.
Os outros sete
Os cinco primeiros nomes anunciados por Haddad foram o do vereador Antonio Donato (secretário de Governo), da professora Leda Paulani (secretária de Planejamento, Orçamento e Gestão), do advogado Luís Fernando Massonetto (secretário de Negócios Jurídicos), do consultor Marcos de Barros Cruz (secretário de Finanças) e do arquiteto Fernando de Mello Franco (secretário de Desenvolvimento Urbano).
Dois dias depois, ele anunciou a escolha dos secretários da Saúde e dos Transportes de sua gestão. O deputado federal petista José de Filippi Júnior (PT-SP) foi indicado para a pasta da Saúde e o também deputado e líder da bancada do PT na Câmara, Jilmar Tatto, foi o escolhido para os Transportes.
Fonte:http://noticias.terra.com.br/eleicoes/2012/sp/sao-paulo/noticias/0,,OI6339140-EI20654,00-Haddad+anuncia+Netinho+e+mais+seis+novos+secretarios+de+governo.html

Guarda Civil Metropolitano de São Paulo é homenageado em Cosmópolis


O GCM é um dos assessores do vereador Abou Anni e foi homenageado no último dia (20/11), na cidade de Cosmópolis
O evento anual promovido pela Associação dos Guardas Municipais do Estado de São Paulo ( AGMESP ) há vários anos, teve como foco as comemorações do Dia Nacional das Guardas Municipais, data celebrada dia 10 de outubro.
A solenidade teve representantes de Guardas Municipais de 20 cidades do Estado e Carlinhos Silva, foi o indicado pelo Comandante - Geral da GCM, Joel Malta de Sá, como representante de São Paulo, pelos bons serviços prestados à corporação, pela sua dedicação ao trabalho e o seu comprometimento. Carlinhos que trabalha no gabinete do vereador Abou Anni, levou diversos temas de interesse da GCM de São Paulo ao parlamentar, que os transformou em Projetos de Lei e outros acabaram virando lei.
Inspetor Franco da Guarda Municipal de Paulínia
“Neste trabalho do nobre vereador, posso falar de vários, mas destaco os últimos, que estão na Camara Municipal de São Paulo tais como:  Projeto de Emenda da Lei Orgânica do Município da Aposentadoria Especial para a GCM SP, que deverá ser votado em breve, o Projeto de Lei (PL) de Prevenção das drogas na escola, já aprovado em primeira votação e segue para a 2º votação”,disse o GCM.
Foto legenda: GCM 1º Classe Carlinhos Silva recebe a medalha de mérito pessoal do deputado estadual Chico Sardelli, defensor das guardas municipais.


Morre o jornalista Joelmir Beting


O jornalista Joelmir Beting morreu na madrugada desta quinta-feira (29) aos 75 anos em São Paulo. Ele estava internado desde 22 de outubro por causa de complicações renais, resultantes de uma doença autoimune. O quadro se agravou após o acidente vascular encefálico, que o deixou em coma e respirando com ajuda de aparelhos.
Ele respirava com auxílio de aparelhos desde o último domingo. Joelmir havia entrado em estado de coma irreversível, segundo boletim médico divulgado nessa quarta-feira pela equipe médica do Albert Einstein.
Morre Joelmir Beting (© Divulgação)
A notícia da morte foi confirmada no começo da madrugada por seu filho no Twitter. "Um minuto de barulho por Joelmir Beting", escreveu.
O corpo será velado na manhã desta quinta-feira, a partir das 8h, no cemitério do Morumbi, zona sul de São Paulo.
Joelmir Beting era casado desde 1963 com Lucila e teve dois filhos: o também jornalista Mauro Beting, e o publicitário Gianfranco.
Mauro Beting, que estava no ar pela Rádio Bandeirantes, leu uma carta em homenagem ao pai. Num trecho dela, disse: "Uma coisa aprendi com você, Babbo. Antes de ser um grande jornalista é preciso ser uma grande pessoa. Com ele aprendi que não tenho de trabalhar para ser um grande profissional. Preciso tentar ser uma grande pessoa. Como você fez as duas coisas".
Nascido em 21 de dezembro de 1936 na cidade de Tambaú, interior paulista, o palmeirense Joelmir Beting trabalhava atualmente na TV Bandeirantes, onde fazia comentários e apresentava o Canal Livre. Joelmir cursou sociologia na USP e iniciou a carreira jornalística em 1957 na "Rádio Jovem Pan" e nos jornais "O Esporte" e "Diário Popular", como repórter esportivo, mas resolveu partir para o noticiário econômico.
No final dos anos 60, assumiu a editoria de economia da "Folha de S.Paulo". Em 1991, ele se transferiu para o Estado, onde permaneceu até janeiro de 2004. Joelmir também escreveu dois livros e ensaios em revistas semanais e passou pelas tevês Gazeta, Record, Globo e Bandeirantes. 
Fonte: http://noticias.br.msn.com/brasil/story.aspx?cp-documentid=254929674

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Policial Militar é baleado em emboscada na frente da esposa e do filho em Santos


Crime aconteceu por volta das 7h desta terça-feira (27). PM chegava em casa, sem farda, quando foi abordado por três homens.
Um policial militar foi baleado na manhã desta terça-feira (27) em Santos, no litoral de São Paulo, quando chegava em casa. Ele não estava com farda. O crime aconteceu por volta das 7h, na frente da esposa e do filho do policial. Até o momento ninguém foi preso.
Segundo testemunhas, o PM André França estava voltando do trabalho quando foi abordado por três homens na porta de casa. Os criminosos alegaram que era um assalto e levaram o policial para dentro da residência. Ainda de acordo com as testemunhas, os criminosos teriam visto o colete do policial que estava dentro da casa. Em seguida, o PM teria reagido ao assalto e acabou sendo baleado com três tiros, na axila, na clavícula e no abdômen. A esposa do policial e o filho da vítima, um bebê, presenciaram o crime.
O crime aconteceu na Rua Francisco Costa Pires, no bairro Vila São Jorge, limite de município com a cidade de São Vicente. A vítima foi levada para o Crei e já passou por uma cirurgia. O estado do policial é grave. Nas próximas horas ele deve ser submetido a outra cirurgia.
Fonte: http://g1.globo.com/sp/santos-regiao/noticia/2012/11/pm-e-baleado-em-emboscada-na-frente-da-esposa-e-do-filho-em-santos.html

terça-feira, 27 de novembro de 2012

LADRÕES TENTAM MATAR GUARDA MUNICIPAL APÓS INVADIR SUA CASA


Dois homens invadiram a casa de um guarda municipal na noite desta segunda-feira (26), por volta das 21h, na Vila Barão, em Sorocaba (SP). Segundo informações da Guarda Municipal, houve uma tentativa de roubo.
Ainda de acordo com a GM, o agente encontrou com os criminosos dentro da residência. Um dos ladrões tentou atirar contra o morador, porém a arma falhou.
O guarda reagiu, mas os dois homens conseguiram fugir da casa levando uma arma dele. Não há informações de feridos. O caso foi registrado no plantão da delegacia e a polícia vai investigar o caso.
Fonte: G1

JUÍZA E PROMOTORA SEQUESTRADAS. A PROMOTORA FOI ESTUPRADA. AUTORES PRESOS


A polícia prendeu entre a noite de terça-feira (20) e a madrugada desta quarta-feira (21) quatro pessoas suspeitas de participarem de crimes contra uma promotora e uma juíza em Salvador. 
Segundo a polícia civil, dois homens e um adolescente são suspeitos de sequestrarem as duas mulheres, além de estuprarem a promotora. A companheira de um deles também foi detida porque os pertences das vítimas foram encontradas com ela, mas sua participação nos crimes ainda é investigada.
As prisões foram realizadas por equipes do Centro de Operações Especiais (COE) da Polícia Civil, com o apoio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), local para onde os detidos foram encaminhados para interrogação. O grupo vai ser apresentado às 10h desta quarta-feira, na Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), no Centro Administrativo da Bahia (CAB).
Caso 
A promotora foi violentada sexualmente após sofrer um sequestro relâmpago, juntamente com uma juíza, na noite de quinta-feira, em Salvador. 
Segundo as informações da polícia, a promotora, que trabalha em uma cidade do interior da Bahia e a juíza, que é de outro estado do país, estacionavam um veículo para se deslocar a um bar no bairro da Pituba, quando foram abordadas pelos suspeitos, que entraram no carro e iniciaram o sequestro.
De acordo com a polícia, em seguida, os sequestradores liberaram a juíza e levaram a promotora no carro. A polícia informou que ela foi estuprada na madrugada de sexta-feira (16). As vítimas foram ouvidas na 16ª Delegacia Territorial, da Pituba.
Comentário do governo 
O governador Jaques Wagner comentou , após coletiva na segunda-feira (19), em Salvador, o sequestro da promotora e da juíza. O governador afirmou que acompanhou as informações do crime e que a polícia trabalha no intuito de localizar o mais rápido possível os responsáveis pelo sequestro das vítimas.
"Conversei no feriado com o chefe do MP Estadual [Ministério Público], Wellington César Lima Silva, e evidentemente com o secretario da Segurança Pública [Maurício Barbosa]. Acompanhamos todas as informações e estamos com várias operações na rua para prender os responsáveis por esse crime, por esse absurdo. 
Aconteceu, elas estavam saindo de um bar por volta de 21h30 e foram assaltadas primeiro por dois, depois se incorporou mais um, e ficaram 12 horas, fizeram compras com os cartões delas, roubaram coisas. Eu só tenho a me solidarizar com as pessoas que sofreram isso e dizer que a gente não vai esmorecer nesse combate e nessa banalização da vida", disse.
Fonte: http://www.pmsdobrasil.com/2012/11/juiza-e-promotora-sequestradas.html#ixzz2CwrXHSKx

Quem poderá assumir a Secretaria Municipal de Segurança Urbana


O PMDB de São Paulo se reunirá hoje com o prefeito eleito de São Paulo, Fernando Haddad (PT-SP), para apresentar os nomes e cargos que deseja ocupar na administração municipal.
Prefeito de SP eleito prevê R$ 3 bi a menos em Orçamento
A advogada Luciana Temer, filha do vice-presidente Michel Temer, será indicada para a Secretaria de Assistência Social.
A médica Mariana Pinotti, filha do ex-deputado José Aristodemo Pinotti (1934-2009) e candidata a vice-prefeita na chapa de Gabriel Chalita, também do PMDB, será o nome sugerido para a pasta da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida.
O partido pode ainda ocupar a Secretaria Municipal de Segurança Urbana. O nome preferido da legenda ainda não está definido.
A ideia é que Haddad discuta uma opção diretamente com Michel Temer, que já foi secretário estadual da Segurança Pública.
A ideia de Haddad é dar um tratamento unificado à questão, elaborando um programa que envolva ao mesmo tempo segurança e as pastas da área social.
A pasta que pode ser ocupada por Luciana Temer cuidaria da cracolândia.
A proposta, no entanto, ainda não está consolidada.
CENÁRIOS
O problema a ser equacionado é que os quatro vereadores eleitos da legenda -Ricardo Nunes, Rubens Calvo, George Hato e Nelo Rodolfo - insistem na possibilidade de um deles 
ocupar uma secretaria no governo Haddad.

Mas Haddad não gostaria de nomear um dos vereadores para a Segurança, área em que prefere colocar um nome com experiência.
Por isso, o PMDB pode "trocar" a Secretaria de Segurança Urbana por outra, como a de Participação e Parceria ou Esportes, Lazer e Recreação, que cuidará da Copa 2014.
No caso de os vereadores não ocuparem cargo no primeiro escalão, eles já negociaram fazer parte da executiva municipal do partido.
Doutora em direito constitucional, Luciana Temer foi secretária-adjunta de Chalita na Secretaria da Juventude, Esporte e Lazer no governo de Geraldo Alckmin (PSDB), em 2001.
Quando Chalita foi para a Secretaria de Estado da Educação, ela virou titular da pasta.
Já Mariana Pinotti é doutora em saúde da mulher pela Unicamp.
Caso Haddad aceite as propostas, o anúncio dos novos secretários pode ser feito na próxima semana.
Extraído do Blog do GCM Carlinhos Silva.

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo anuncia novos chefes das polícia.


O Diário Oficial do Estado de São Paulo publica amanhã os nomes dos novos chefes das polícias Civil e Militar. O Comando Geral da PM será assumido pelo coronel Benedito Roberto Meira, atual chefe da Casa Militar do Governo do Estado. O delegado classe especial Luiz Maurício Souza Blazeck será o novo delegado geral da Polícia Civil. A Superintendência de Polícia Técnico-Científica continua a cargo do perito criminal Celso Perioli.
Coronel PM Benedito Roberto Meira
Aos 50 anos, 31 dos quais dedicados à PM, o novo comandante é paulistano e coronel da PM desde 2010 - ao longo da carreira, todas suas promoções foram efetivadas com base no critério de merecimento.
Meira tem formação superior em Ciências Jurídicas e, na Polícia Militar, frequentou inúmeros cursos, destacando-se os de Formação de Oficiais, Aperfeiçoamento de Oficiais e Superior de Polícia.
Foto: Quioshi Goto
Durante a carreira, trabalhou em diversas unidades da Polícia Militar, ressaltando-se as funções desempenhadas na região de Bauru, como coordenador operacional do 2º Batalhão de Polícia Rodoviária e comandante do 4º Batalhão de Policiamento do Interior. Na Capital, foi comandante do Policiamento de Área Metropolitano Quatro (zona leste). Em 6 de abril de 2012, a convite do governador Geraldo Alckmin, assumiu o atual cargo de secretário-chefe da Casa Militar e coordenador estadual de Defesa Civil.
Delegado Luiz Maurício Blazeck
Formado em Direito pela Faculdade de Direito de Sorocaba, com pós-graduação em Gestão de Segurança Pública, o novo delegado geral tem 49 anos, 26 dos quais dedicados à Polícia Civil do Estado de São Paulo. Natural de Sorocaba, começou a carreira como delegado de Polícia em Guarujá, onde ficou até 1995, chegando ao posto de delegado-titular.
De 2002 a 2005, assumiu a Delegacia Seccional de Sorocaba. Atuou, de 2007 a 2008, em várias funções no Decap, onde virou divisionário dos setores de Assistência Policial e Administração. Em 2009, foi delegado divisionário no DEIC e assistente no DHPP, além de ter sido promovido, por merecimento, à classe especial.
No mesmo ano, foi diretor do Departamento de Administração da Polícia Civil (DAP). Desde 2011, atuava como delegado divisionário na Academia de Polícia Civil.
Perito criminal Celso Perioli
Formado em Ciências Jurídicas e Sociais, com pós-graduação em Criminalística, Celso Perioli, de 61 anos, está há 36 anos na carreira de perito criminal. É chefe da Polícia Técnico-Científica desde 1998, depois de ter chefiado várias unidades do Instituto Criminalística.
Perioli também tem larga experiência acadêmica. É professor de Criminalistica do Instituto Oscar Freire, da Faculdade de Medicina da USP, no curso de Especialização em Medicina Legal.
Na área policial, é instrutor internacional de CSI (Crime Scene Investigation) formado nos Estados Unidos e membro da Internacional Association os Chiefs of Police (Associação Internacional dos Chefes de Polícia).

sábado, 24 de novembro de 2012

XXII CONGRESSO NACIONAL DAS GUARDAS MUNICIPAIS - PRÉ PROGRAMAÇÃO

XXII Congresso Nacional das Guardas Municipais - São Paulo-SP 
“GUARDAS MUNICIPAIS – UM NOVO MARCO NA SEGURANÇA PÚBLICA"

PROGRAMAÇÃO
Dia 12-12-12 – Quarta-feira.
• 08h00 – Credenciamento/café.
• 09h30 - Cerimônia de Abertura. 
• 10h00 – Palestra: Ações da Secretaria Nacional de Segurança Pública – SENASP.

*Palestrante: Regina Maria Filomena de Luca Miki – Secretária Nacional de Segurança Pública – SENASP/MJ.
• 11h10 – Palestra: Aposentadoria Especial 

*Palestrantes: (Será divulgado posteriormente)              
• 12h30 – Almoço.

• 14h00 – Palestra: Ferramentas para o aprimoramento da Política Municipal de Segurança – Sistema Nacional de Estatísticas de Segurança Pública e Justiça Criminal - SINESP e Rede de Integração Nacional de Informações de Segurança Pública, Justiça e Fiscalização – INFOSEG. 

*Palestrantes: (Será divulgado posteriormente)
• 15h20 – Palestra: Política Municipal de Segurança

*Palestrantes: - Benedito Domingos Mariano – Secretário Municipal de Segurança de São Bernardo do Campo-SP e Presidente do Conselho Nacional de Secretários e Gestores Municipais de Segurança - CONSEMS. - Outros a confirmar.
• 16h40 – Café.
• 17h00 – Atuação da Guarda Civil Metropolitana na Cidade de São Paulo e atuação do Conselho Nacional das Guardas Municipais.

*Palestrante: Joel Malta de Sá – Comandante Geral da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo, Presidente do Conselho Nacional das Guardas Municipais e Conselheiro do Conselho Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça. 
• 18h20 – Informes/encerramento
• 19h00 - Coquetel.

• Dia 13-12-12 – Quinta-feira.
• 08h30 – Café. 
• 09h20 – Apresentação Canil: (a confirmar devido ao espaço no evento).  
• 10h00 – Combate à Pirataria na cidade de São Paulo – Ações conjuntas do Gabinete de Gestão Integrada-GGI 

*Palestrante: Edsom Ortega Marques – Secretário Municipal de Segurança Urbana de São Paulo e Secretário Executivo do Gabinete de Gestão Integrada-GGI.

*Outro Palestrante a confirmar.
• 11h10 – Palestra – Policiamento Comunitário

*Polícia de Proximidade.- Palestrantes: Gilson Pereira de Meneses – Comandante da Guarda Municipal de Osasco.

*Outro palestrante a confirmar.

• 12h20 – Almoço.

• 14h00 – Palestra: Marco Regulatório das Guardas Municipais – PL 1332

*Palestrantes:  - Deputado Federal Francisquini (à confirmar).      

*Cristina Gross Villanova – Secretária Substituta da SENASP e Diretora de Políticas, Programas e Projetos da SENASP.
• 15h20 – Apresentação Teatral: Fantoches - GCM/SP/ Guarda Municipal de Novo Hamburgo

• 16h00 – Café.
• 16h20 – Palestra: Casas de Mediação de Conflitos – Uma solução inovadora para a Segurança Pública

*Palestrantes: - Dalmo Luis Coelho Álamo – Comandante Superintendente da Superintendência de Planejamento da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo.

*Outro Palestrante a confirmar.

• 18h00 – Informes

*Encerramento.Dia 14-12-12 – Sexta-feira.

• 08h30 – Café. 

• 09h30 – Atuação das Frentes Parlamentares Federal e Estadual Pró-Guardas Municipais:

- Palestrantes:  - Deputado Federal Vicente Paulo da Silva (Vicentinho – PT/SP) – Presidente da Frente Parlamentar Federal Pró Guardas Municipais.

- Deputado Estadual Chico Sardelli (PV-SP) – Presidente da Frente Estadual Pró Guardas Municipais. 

• 10h50 – Palestra -  PEC 534            

- Palestrante: Deputado Federal Arnaldo Faria de Sá  (PTB-SP).

• 12h10 – Almoço.

• 13h40 – Palestra -  Integração das Forças de Segurança:

- Palestrante: Dr. Wilson Salles Damázio – Secretário de Defesa Social do Estado de Pernambuco. 

• 14h50 – Palestra – Celebração de Convênios com a Polícia Federal para a concessão dos Portes de Arma Funcional e Particular aos integrantes das Guardas Municipais. 

- Palestrante: a confirmar. 

• 16h00 – Cerimônia de encerramento –  José Eduardo Martins  Cardozo – Ministro da Justiça.

Programação sujeita a alterações

Várias autoridades foram convidadas, as confirmações de presença serão divulgadas.    

Traslados dos Aeroportos de Cumbica, Congonhas, Viracopos.         

 Alimentação no local do evento.

Justiça condena Boris Casoy e TV Bandeirantes a indenizar gari ofendido em telejornal


Boris Casoy no "Jornal da Noite" da Band

A 8ª Câmara de Direito Privado de São Paulo condenou o jornalista Boris Casoy e a TV Bandeirantes a pagar R$ 21 mil de indenização por danos morais ao gari Francisco Gabriel de Lima. Na noite de réveillon de 31 de dezembro de 2009, após Francisco Lima aparecer em uma vinheta desejando feliz natal, uma falha técnica levou ao ar o áudio de Boris dizendo: "Que merda: dois lixeiros desejando felicidades do alto da suas vassouras. O mais baixo na escala do trabalho".
O áudio foi transmitido ao vivo durante o jornal da Band e gerou grande repercussão. No dia seguinte, quando o vídeo já tinha milhares de visualizações na internet, Boris Casoy se retratou sobre o comentário que definiu como “uma frase infeliz”. ”Peço profundas desculpas aos garis e a todos os telespectadores", afirmou Boris Casoy. O caso não terminou na imprensa e foi parar na Justiça.
Francisco Lima alegou que foi humilhado pelos comentários “preconceituosos” do âncora do jornal da Band. Contou em juízo que foi abordado por dois jornalistas da Rede Bandeirantes que solicitaram que desejasse felicitações de ano novo para veiculação na TV e que não imaginava que sua participação lhe renderia “preconceito e discriminação”.
O gari ainda afirmou que não percebeu arrependimento na retratação “burocrática e pouco conveniente” de Boris Casoy e que suas desculpas não bastaram para “estancar a ferida lesada”.
Frase infeliz
Boris Casoy teve que se apresentar à Justiça e pessoalmente afirmou que jamais teve o intuito de criticar o gari pela profissão exercida. Também disse que não houve discriminação, desrespeito nem humilhação à dignidade de Francisco Lima e que, mesmo assim, pela “frase infeliz” pediu espaço à direção do telejornal para pedir desculpas.
A TV Bandeirantes também tentou convencer a Justiça de que o episódio não teria causado dano moral ou humilhação ao gari. Citou a reportagem de um jornal em que Francisco Lima teria dito que “não guarda qualquer mágoa ou revolta”, o que demonstraria uma clara renúncia a uma indenização. A emissora chegou a afirmar que o gari “utiliza-se da prestação jurisdicional para obtenção de lucro fácil”.
A TV Bandeirantes ainda entendia que não poderia ser responsabilizada pela fala de Boris Casoy, porque ele “emitiu opinião própria e desvinculada da edição do Jornal da Band”. Também alegou que é impossível obter controle sobre tudo o que o âncora do telejornal fala em programas ao vivo.
Desculpas insuficientes
Para o TJSP (Tribunal de Justiça de São Paulo), “ainda que sinceras”, as desculpas de Boris Casoy não são suficientes para reparar o dano causado ao gari. A decisão destacou que Francisco Lima avisou aos familiares que iria 'aparecer na televisão' e que a “lamentável ocorrência efetivamente ofendeu a dignidade do autor (gari)”.
Ainda de acordo com a decisão, a alegação de que não houve intenção de ofender o gari não absolve o jornalista e a emissora. Ressalta que Boris Casoy, “experiente na profissão que exerce há décadas, seguramente conhece os bastidores de um programa apresentado ao vivo e que, muitas vezes, o intervalo é interrompido sem maiores avisos ou o áudio 'vazado'. Houve descuido de sua parte. E, ainda que tenha dito tais falas 'em tom de brincadeira', como narrou ao Juízo a testemunha (e também jornalista) Joelmir Beting, o fato danoso ocorreu e seguramente poderia ter sido evitado”.
Por fim, o TJSP concluiu que a emissora é responsável pelo conteúdo que veicula e, por isso, deve dividir o valor da condenação com Boris Casoy.
A TV Bandeirantes foi procurada pela reportagem do UOL, por meio da assessoria de imprensa, mas ninguém foi encontrado para comentar o caso. A única chance da emissora reverter a condenação é com um recurso direcionado ao Superior Tribunal de Justiça.

Rogério Barbosa
Do UOL, em São Paulo

Fonte: http://televisao.uol.com.br/noticias/redacao/2012/11/24/justica-condena-boris-casoy-e-tv-bandeirantes-a-indenizar-gari-ofendido-em-telejornal.htm

GCM fl agra e apreende sete caminhões por transporte irregular de resíduos


Guarda Civil Metropolitana flagrou e apreendeu sete caminhões nos últimos dias, por crime ambiental de transporte irregular de resíduos, nas zonas sul e leste da cidade. Na quarta-feira, 21, a Guarda Ambiental registrou três ocorrências na zona leste. Na avenida do Oratório, Parque São Lucas, flagrou um caminhão realizando transporte de uma carga de ferro sem a devida proteção. O motorista foi autuado e liberado após regularizar a carga. O segundo flagrante ocorreu com um caminhão que transportava resíduos sem autorização da Autoridade Municipal de Limpeza Urbana (Amlurb), na avenida Jacu-Pêssego, Itaquera. Em outro ponto da mesma avenida, outra equipe da GCM flagrou um caminhão que também não possuía autorização e transportava resíduos de construção civil. Nos dois casos, além de serem autuados, os infratores tiveram os caminhões apreendidos e encaminhados ao pátio da Amlurb. Ambos serão multados em até R$ 13 mil. 
Durante o feriado prolongado, quatro caminhões foram flagrados por crime ambiental. No dia 15, uma equipe da Guarda Ambiental flagrou um caminhão o transportando resíduos sólidos em quantidade acima da permitida e sem a devida proteção, na avenida Professor Luis Inácio de Anhaia Melo, Vila Prudente. O motorista foi autuado e será multado em até R$ 13 mil. 
Na mesma data, outra equipe da Guarda Ambiental flagrou um infrator descartando resíduos de uma construção em via pública na rua Cabo das Tormentas, em Guaianases, zona leste. Foi autuado e será multado.
Na madrugada de sexta-feira, 16, a Guarda Civil Metropolitana flagrou um caminhão realizando manobras para realizar descarte irregular de entulho na Estrada do Retiro, bairro Pedreira, zona sul da cidade. 
Na terça-feira, 20, também na zona sul, uma equipe da Guarda Ambiental interceptou um caminhão realizando o transporte de duas caçambas carregadas de entulho na avenida dos Funcionários Públicos, Jardim Ângela. A equipe constatou que o motorista não possuía autorização da Amlurb. O motorista teve o caminhão apreendido e foi autuado com Comunicado de Descarte Irregular de Resíduos. Será multado em até R$ 13 mil.
BALANÇO
A Guarda Civil Metropolitana atua também na orientação, fiscalização e coibição de descarte e transporte ilegais de resíduos em toda a cidade de São Paulo, principalmente nos pontos mapeados de maior vulnerabilidade. Entre janeiro e outubro deste ano a GCM aplicou 636 Comunicados de Descarte Irregular de Resíduos (CDIR) em toda a cidade, que podem acarretar multa de até R$ 13 mil cada. A população pode ajudar a coibir crimes ambientais ligando para o telefone 153 da Guarda Civil Metropolitana, que funciona 24 horas.

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Trinta reais do bico. Trinta reais do traficante.


Observando as discussões e publicações em fóruns na internet, além de algumas conversas tidas com colegas policiais de vários estados do Brasil, fica claro que há um sentimento nacional de receio entre os policiais por causa da possibilidade de sofrerem atentados em virtude de sua condição profissional –  principalmente os militares, que trabalham fardados diuturnamente. Os exemplos de São Paulo e Santa Catarina por enquanto têm servido de ameça às demais polícias brasileiras.
Se por um lado é preciso ter cautela e faro para as informações que nos chegam, nem sempre oriundas de fontes confiáveis, por outro é prudente estar atento às possibilidades de eclosão de crises locais, alinhadas ou não com os crimes que ocorrem em outros estados. Por imitação, delinquentes podem se aventurar em empreitadas semelhantes, mesmo que se diga com algum grau de certeza que um movimento criminoso regional ou nacional não seria possível (tese que pode ser colocada em questão com as capacidades atuais de comunicação, por exemplo).
O fato é que esta insurgência do crime está prevista na gama de desdobramentos da atividade policial: quem cumpre a lei contra alguém tende a desagradar, e nem sempre se dobra à ação policial legítima. Assim, todos nós, policiais, sabemos que determinados ambientes, posturas e comportamentos são arriscados para quem atua desagradando aqueles que se encorajam contra a lei.
Aqui cabe uma ressalva, que se refere aos diferentes matizes que este cenário aparentemente simples pode assumir. Nem sempre policiais mortos são policiais que cumpriam a lei. Nem sempre policiais mortos morreram por sua condição de policial. Esta confusão, porém, não anula o óbvio e absurdo extermínio de policiais que está ocorrendo em algumas partes do país – simplesmente por ser policial.
Se os policiais têm consciência de que represálias à sua ação legal podem ocorrer durante sua carreira, sendo esta até uma “naturalidade infeliz” decorrente da profissão, os gestores das polícias e os governantes não podem encarar este aspecto como desprezível. É preciso dar demonstrações claras à tropa de que há apoio e resguardo à sua vida. Sem descuidar de fatores centrais na prevenção à morte de policiais, que vai desde a valorização salarial, garantindo moradia e transporte digno, isentos de áreas conflagradas e exposição a ‘bicos’ precários, até a limpeza ética das polícias, já que policiais envolvidos com o crime organizado podem ser estopins de crises como a que se vive atualmente.
Há policiais no Brasil que vigiam particularmente ruas por R$30 reais a noite. Há policiais no Brasil que roubam R$30 reais de traficantes para não prendê-los. Ambos são alvo do crime que tenta atacar policiais. Por motivos distintos.
Autor:  - Tenente da Polícia Militar da Bahia, associado ao Fórum Brasileiro de Segurança Pública e graduando em Filosofia pela UEFS-BA. | Contato: abordagempolicial@gmail.com
Fonte: Blog Abordagem Policial

CURSO DE EXPLOSIVOS EM SÃO PAULO, PARA CRIMINOSOS PRIMEIRO COMANDO DA CAPITAL INFILTRA CRIMINOSOS EM CURSO DE EXPLOSIVOS


O PCC (Primeiro Comando da Capital) infiltrou integrantes em cursos que ensinam a manusear explosivos, realizados em pedreiras do Estado de São Paulo. A informação consta de investigações da Polícia Federal e do setor de inteligência do Exército.Os documentos, sigilosos, informam que o objetivo da facção é aumentar a eficácia de suas ações em explosões de caixas eletrônicos.
Suspeita-se, no entanto, que a técnica também possa ser 
usada pelos criminosos para atacar policiais.
O treinamento para o uso de explosivos pode estar sendo feito
 por membros do PCC há, pelo menos, quatro anos.
HISTÓRICO
A Polícia Civil de São Paulo chegou a investigar, em 2008, essa 
prática da facção.
A apuração parou porque, na época, os policiais não tinham
 o acesso ao sistema que permite a pesquisa sobre os 
sócios das empresas que ministram os cursos -chamados de 
"blasters" ou de "cabo de fogo".
A equipe de policiais produziu, então, um documento 
e encaminhou à Secretaria da Segurança Pública do 
governo de São Paulo.
O relatório mostra que de 145 inscritos nos cursos de 
manipulação de explosivos em pedreiras 13 tinham ficha na
 polícia por tráfico de drogas e por roubo.
A Polícia Federal retomou o levantamento e trocou informações 
com o Exército.
ROUBOS
A preocupação cresceu com os constantes roubos de 
explosivos no Estado.
Neste ano, pouco mais de uma tonelada de dinamite foi levada 
por assaltantes em São Paulo.
Não há notícias de que esses explosivos tenham sido recuperados.
 Em 2010, mais uma tonelada foi roubada, além de 11 
quilômetros de pavio e 568 espoletas,responsáveis por acionar
 a detonação da dinamite em gel.
A suspeita é de que os explosivos estejam sendo enviados também
 para outros Estados do país.
Nos cursos, os criminosos se aproveitariam da falta de 
controle das pedreiras que permitem a inscrição de 
qualquer pessoa.
Das 160 pedreiras que existem em São Paulo, só metade 
segue uma série de determinações do Exército.
Entre as exigências estão o controle sobre quem são os alunos 
que se inscrevem.
"Temos um controle sobre nossos associados, mas há outras
 pedreiras, menores, que podem não estar seguindo essas regras
 de segurança. Aí, a gente não pode fazer muita coisa", afirmou 
Osni de Mello, assessor técnico do Sindipedras (Sindicato de
 Indústria de Mineração e Pedra Britada de São Paulo). 
Oficialmente, a Comunicação Social da Região Militar,
 responsável pelo Estado de São Paulo, informou não 
possuir informação de que o PCC infiltre pessoas em cursos
 de explosivos em pedreiras.
Declarou ainda que a Polícia Federal levanta a ficha criminal 
das pessoas inscritas nestes cursos.
A Polícia Federal não comentou o assunto.
SUL DE MINAS
Analistas da PF investigam o ataque ao Batalhão da Polícia 
Militar, na semana passada, em Campo Belo, sul de Minas Gerais. 
As informações indicam que a facção recrutou jovens para atacar a PM. 
Vários carros de policiais, estacionados no pátio do batalhão, 
foram atingidos.
A Polícia Militar de Minas Gerais se referiu à ação em Campo 
Belo como "ataque do tráfico", mas não citou o Primeiro 
Comando da Capital.
Fonte: Folha de S.Paulo