terça-feira, 27 de novembro de 2012

JUÍZA E PROMOTORA SEQUESTRADAS. A PROMOTORA FOI ESTUPRADA. AUTORES PRESOS


A polícia prendeu entre a noite de terça-feira (20) e a madrugada desta quarta-feira (21) quatro pessoas suspeitas de participarem de crimes contra uma promotora e uma juíza em Salvador. 
Segundo a polícia civil, dois homens e um adolescente são suspeitos de sequestrarem as duas mulheres, além de estuprarem a promotora. A companheira de um deles também foi detida porque os pertences das vítimas foram encontradas com ela, mas sua participação nos crimes ainda é investigada.
As prisões foram realizadas por equipes do Centro de Operações Especiais (COE) da Polícia Civil, com o apoio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), local para onde os detidos foram encaminhados para interrogação. O grupo vai ser apresentado às 10h desta quarta-feira, na Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), no Centro Administrativo da Bahia (CAB).
Caso 
A promotora foi violentada sexualmente após sofrer um sequestro relâmpago, juntamente com uma juíza, na noite de quinta-feira, em Salvador. 
Segundo as informações da polícia, a promotora, que trabalha em uma cidade do interior da Bahia e a juíza, que é de outro estado do país, estacionavam um veículo para se deslocar a um bar no bairro da Pituba, quando foram abordadas pelos suspeitos, que entraram no carro e iniciaram o sequestro.
De acordo com a polícia, em seguida, os sequestradores liberaram a juíza e levaram a promotora no carro. A polícia informou que ela foi estuprada na madrugada de sexta-feira (16). As vítimas foram ouvidas na 16ª Delegacia Territorial, da Pituba.
Comentário do governo 
O governador Jaques Wagner comentou , após coletiva na segunda-feira (19), em Salvador, o sequestro da promotora e da juíza. O governador afirmou que acompanhou as informações do crime e que a polícia trabalha no intuito de localizar o mais rápido possível os responsáveis pelo sequestro das vítimas.
"Conversei no feriado com o chefe do MP Estadual [Ministério Público], Wellington César Lima Silva, e evidentemente com o secretario da Segurança Pública [Maurício Barbosa]. Acompanhamos todas as informações e estamos com várias operações na rua para prender os responsáveis por esse crime, por esse absurdo. 
Aconteceu, elas estavam saindo de um bar por volta de 21h30 e foram assaltadas primeiro por dois, depois se incorporou mais um, e ficaram 12 horas, fizeram compras com os cartões delas, roubaram coisas. Eu só tenho a me solidarizar com as pessoas que sofreram isso e dizer que a gente não vai esmorecer nesse combate e nessa banalização da vida", disse.
Fonte: http://www.pmsdobrasil.com/2012/11/juiza-e-promotora-sequestradas.html#ixzz2CwrXHSKx
Postar um comentário