quinta-feira, 10 de maio de 2012

Agentes do FBI ensinam policiais de SP para a Copa-2014


Iniciativa de trazer os agentes foi da Secretaria da Segurança Pública; o primeiro dia de palestras contou com a presença de policiais militares, civis e científicos, além de representantes da Polícia Federal, Guarda Civil Metropolitana, Exército e Vigilância Sanitária

Mais um passo foi dado pela Secretaria da Segurança Pública (SSP) para reforçar a segurança na Copa do Mundo de 2014. Desta vez, os policiais paulistas participarão de uma série de palestras ministradas por agentes do Federal Bureau of Investigation (FBI) sobre o pronto atendimento e investigações em incidentes com agentes químicos, bacteriológicos, radiológicos e nucleares (CBRN). O treinamento, que começou na manhã desta terça-feira (08), foi aplicado na Academia da Polícia Militar do Barro Branco, na Água Fria, zona norte da capital. O curso irá até a tarde de quinta-feira (10).
O primeiro dia de palestras contou com a presença de policiais militares, civis e científicos, além de representantes da Polícia Federal, Guarda Civil Metropolitana, Exército e Vigilância Sanitária Municipal. Os palestrantes apresentaram aos policiais brasileiros um panorama sobre a evolução das leis e como é feito o combate às armas de destruição em massa. Durante as palestras, os agentes do FBI apresentaram diversos casos para exemplificar as situações que podem acontecer.
Com ampla experiência em grandes eventos, como a Copa da África do Sul e as Olimpíadas de Londres – que acontecem no meio do ano – os policiais americanos disseram que a base para garantir a segurança é estar preparado para tudo e considerar todos os riscos, afinal de contas, os eventos especiais são alvos de terroristas pela grande aglomeração de pessoas. O responsável pela organização deste primeiro dia de palestra, major Leônidas, explicou que o encontro entre as policias é importante para que haja troca de experiências, principalmente em casos mais raros como o combate às armas de destruição em massa.
“É muito importante que cada uma das instituições de segurança esteja preparada para tudo, embora o risco de acidentes de destruição em massa seja pequeno”, afirmou.
Amanhã, o aprendizado continua. Os agentes do FBI abordarão os desafios e dificuldades sobre a gestão dos locais de incidentes.
Postar um comentário