sábado, 26 de maio de 2012

Kassab não valoriza Servidor Publico Municipal


Ontem, 22/05 estive na Câmara Municipal
Participou Dolores e outras duas senhoras representando o Sr. Kassab.
Ela apresentou quadros de valorização do func. municipal dizendo que em 2011 e 2012 foi e será pago gratificações de 50% e 70% sobre salário base.
Logo a seguir, puderam falar 3 minutos mais de 20 pessoas participantes do Sindsep e outros sindicatos que apoiam o funcionário municipal.
Todos eles mostraram e argumentaram que este quadro de valorizações é irreal, fictício, ilusório, porque não é para todos. Não é estendido para inativos, admitidos, e que o prefeito “fatiou” os servidores, concedendo gratificações para alguns, aumento de salário para outros, no caso da saúde e da educação, perdendo a força da união entre nós funcionários.
Uma professora com 30 anos de serviços falou que não é concedida gratificação aos professores mais antigos devido atingir um valor de salário maior, somente para os iniciantes.
Um representante engenheiro, que nos alertou para uma grave situação.
Ele informou que em 2005 a arrecadação da prefeitura de SP era de R$ 15 bilhões e gastava-se com funcionário aproximadamente 39% desta arrecadação.
Em 2011 arrecadação já está em torno de R$ 32 bilhões e se gasta com funcionário cerca de 31% desta arrecadação. Portanto duplicou a arrecadação e diminuiu em 8 pontos percentuais o gasto com funcionários.
Outra informação alarmante é: 2005 gastou-se com terceirizados R$ 250 milhões, e em 2012 gastou-se 2 bilhões. Chega-se a conclusão que o objetivo é terceirizar e este engenheiro perguntou se: “como moradores de SP” estamos contentes com o atendimento municipal com a saúde, educação, manutenção de ruas, praças etc? todos disseram que não estão contentes. E concluiu que com a queda de funcionários efetivos prestando serviços, consequentemente haverá queda na arrecadação para o IPREM e portanto corremos o risco de não termos garantia de recebermos nossa aposentadoria quando tivermos direito.
Isso que me alarmou, se não nos unir, se não participarmos, a prefeitura alem de não valorizar funcionário, pagar um péssimo salário, corremos o risco de o IPREM quebrar e não ter dinheiro para pagar a nós que um dia iremos nos aposentar.
Pensem nisto e divulguem para que mais funcionários participem nas próximas reuniões. E não fiquem aguardando sentados confortavelmente em suas mesinhas o que o prefeito tem a oferecer  que é 0,01%.
Passem para seus contatos dentro da prefeitura.
Leandro Diniz Silva

Subprefeitura Pirituba/Jaragua


Administração e Suprimentos



Enviado pelo Sindicato da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo
Postar um comentário