segunda-feira, 22 de outubro de 2012

CAIXA DOIS OU PERDA DE COMANDO?



Até quando o governo do Estado de São Paulo deixará de assumir o comando da segurança pública?
Quantos policiais teremos que perder e seus colegas terão que dar a noticia de que mais um policial foi morto por bandidos?
Pelo andar da carruagem o Estado não esta nem um pouco interessado  pois tem até ex-comandante andando com escolta policial, e enquanto isso soldados ( frente de batalha ), morrendo nas mãos de bandidos - Na verdade noias que estão devendo algo para a organização criminosa, e para pagar as dividas se comprometem em matar policiais, pois quando a policia prende algum criminoso relacionado a morte de policiais, logo se vê que são bandidinhos.
E depois dizem que policial que estiver fazendo caixa dois será identificado e punido e até mesmo exonerado. Não seria mais fácil não permitir a saída em datas comemorativas? Como foi identificado um detento com carta do organização criminosa par que continuasse a matar os policiais na saída de datas ( Indulto ). 
Eu queri entender de coração, como é que se solta um criminoso por boa conduta ou comportamento em uma prisão ou cadeia, onde o cara não tem nada pra fazer senão cumprir a pena a ele imputada, e quando esta no lado de fora comete mais crimes, e ate mesmo tirando vidas inocentes.
Como estava dizendo com alguns amigos no serviço " Se o governador não tomar verdadeiramente a rédias da segurança pública do estado de São Paulo, isso irá a ser uma verdadeira guerra civil " ou então o comando da policia militar vai perder o comando de seus homens ( Homens este que não permitirão que parte do corpo seja dissipado pela incompetência de um Estado omisso porque estão querendo preservar um direito politico e um partido politico que não pode ter sua honra manchada ), mais podemos ter a honra de pais de família manchada pela promiscuidade de um Estado  de verdadeira prostituição politica, fazendo aliança com outros partidos e políticos para continuar no poder.
Deixo aqui minha indignação com este governo, que almeja na verdade uma guerra civil, para continuar a ganhar dinheiro com a desgraça alheia de pessoas humildes e trabalhadoras, e que não usam farda por diversão, mais sim para manter a ordem pública e pelo amor em dizer que tem uma segunda pele.
Por GCM BRITO
Reflexão
"A farda não é uma veste, que se despe com facilidade e até com indiferença, mas uma outra pele, que adere à própria almairreversivelmente para sempre”.
Telma Souza
Postar um comentário