quinta-feira, 18 de julho de 2013

Gabinete de Segurança Pública é criado na Baixada Santista

Integrar as ações de prevenção e combate ao crime na região Metropolitana da Baixada Santista. Esse é o objetivo do Gabinete Metropolitano de Gestão Estratégica da Segurança Pública (Gamesp) da Baixada Santista, instalado na manhã desta segunda-feira (15), em Santos, durante assinatura de resolução conjunta entre as secretarias estaduais de Segurança Pública e de Desenvolvimento Metropolitano.

As duas primeiras medidas do Gamesp anunciadas pelo secretário de Segurança Pública, Fernando Grella, na ocasião, foram a implantação de um Sistema Metropolitano de Videomonitoramento entre os nove municípios da região e o compartilhamento de dados do Sistema de Informação Criminal (Infocrim) com as prefeituras. 
 
As medidas vão ao encontro do que determina a própria Constituição Federal, conforme frisou Grella. “Segurança Pública não é um tema apenas da polícia, é mais complexo. É dever do Estado, mas também responsabilidade de todos. Por essa razão, damos importância às parcerias tanto com a União como com os municípios. A ideia do Gamesp é formalizar a união do Estado aos municípios no desenvolvimento de políticas públicas de segurança que efetivamente saiam do papel”.
 Com relação ao sistema de videomonitoramento, as análises serão desenvolvidas pela Secretaria de Segurança Pública em conjunto com a Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano S.A (Emplasa) e a Agência Metropolitana da Baixada Santista (Agem), que será responsável pela secretaria executiva do gabinete.
 Serão investidos R$ 500 mil para a realização dos estudos e a previsão é que a fase de planejamento, que vai definir quantidade de câmeras, tipo de equipamentos e localização, por exemplo, leve quatro meses para ser concluída na Baixada Santista e no Vale do Paraíba, onde também será implantado. As reuniões do Gamesp serão realizadas bimestralmente.
 Para o secretário de Assuntos de Segurança Pública de Praia Grande, José Americo Franco Peixoto, que representou o prefeito Alberto Mourão, a criação do Gamesp deve agregar o trabalho que já vem sendo desenvolvido pela câmara temática de Segurança da Agem. “Todas as ações que envolvam os municípios da região são sempre positivas. Nossos técnicos estarão à disposição para a rápida implantação do sistema metropolitano de videomonitoramento e o Infocrim é uma ferramenta que só irá somar”.
 O fato de Praia Grande já contar com uma Central de Videomonitoramento, referência na região e com mais de 1.500 câmeras, foi apontado pelo secretário estadual como fundamental para o trabalho do Gamesp. “O que queremos é integrar os sistemas já existentes, como o de Praia Grande, para ampliar e extrair os bons exemplos. Certamente, Praia Grande já está à frente nesse aspecto e vai contribuir muito para a implantação do projeto metropolitano”.
A cerimônia contou ainda com representantes das prefeituras da região e autoridades das polícias Civil e Militar.
Postar um comentário