sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Guardas terão aumento salarial no início de 2014

Por Nathalia Marques - nathalia.marques@folhadirigida.com.br
Os novos servidores da Guarda Civil Metropolitana (GCM) já devem contar com um reajuste salarial e facilidades na progressão de carreira, de acordo com Carlos Augusto Sousa Silva, presidente do Sindicato dos Guardas Civis Metropolitanos de São Paulo (Sindguardas). “Estão bem adiantadas às negociações com a Secretaria Municipal de Segurança Urbana para que em 2014 tenhamos mudanças no plano de carreira e consequentemente um reajuste salarial”, afirma Silva. O aumento será definido por meio de um Projeto de Lei, que deve ser enviado a Câmara Municipal até o fim do ano.

Os novos valores dos salários ainda estão em análise. Além disso, de acordo com informações do sindicato, já está definida a criação de dois novos cargos na corporação, dentro da progressão vertical. Atualmente, a GCM conta com seis níveis: nível I - guarda civil metropolitano 3ª Classe, 2ª Classe e 1ª Classe; nível II - guarda civil metropolitano - classe distinta; nível III - inspetor; nível IV - inspetor regional; nível V - inspetor de agrupamento e nível VI - inspetor superintendente. Cada nível possui cinco graus (A,B,C,D e E). “A evolução está sendo reconstituída para que o servidor tenha maior facilidade em subir de cargo”, afirma Clóvis Roberto Pereira, secretário de finanças da entidade.
 
“Estão bem adiantadas às negociações com a Secretaria Municipal de Segurança Urbana" afirma Carlos Augusto - Foto: GCM
Dentro do novo plano de carreira está em planejamento que alguns cargos tenham progressão por capacitação e tempo de serviço. Para outros, serão mantidos o concurso de remoção. “O governo e o sindicado já concordarão com o que foi discutido. Agora só falta definir a questão salarial”, destaca. “Quem ingressar agora entrará em uma carreira organizada”, acrescenta Clóvis.

Já o presidente sindicato, Carlos Augusto, acredita que a nova seleção deve atrair um grande número de candidatos. “Estamos trabalhando com a ideia de uma média de dez candidatos por vaga”, frisa. “Convidamos a todos que façam o concurso da Guarda Civil Metropolitana, que é uma instituição nova e precisa sangue novo para oxigenar”, finaliza.
Postar um comentário