terça-feira, 2 de setembro de 2014

Em enquete do Programa Cidade Alerta, mais de 96% defende a manutenção do Poder de Polícia das guardas municipais - Jornalismo Sensacionalista


 



02/09/14 - Por Dennis Guerra: Quando falamos sobre jornalismo sensacionalista, algumas pessoas chegam a ficar em dúvida o que caracteriza este tipo de mídia. Poderíamos definir Sensacionalismo como um tipo de viés editorial na mídia em massa em que os eventos e temas em notícias e partes são mais exageradas para aumentar os números de audiência ou de leitores. sensacionalismo pode incluir relatórios sobre assuntos geralmente insignificantes e eventos que não influenciam a sociedade em geral e apresentações tendenciosas de temas de interesse jornalístico de uma forma trivial ou tabloideAlgumas táticas incluem ser deliberadamente obtusas, apeladas às emoções, sendo controversas, intencionalmente omitidas de fatos e informações, sendo barulhentas e auto-centradas, agindo para obter atenção. Informações triviais dos eventos às vezes são deturpadas e exageradas como importantes ou significativas, e muitas vezes incluem histórias sobre as ações de indivíduos e pequenos grupos de pessoas, o conteúdo do que é muitas vezes insignificante e irrelevante em relação aos eventos de macro-nível do dia-a-dia que ocorrem no mundo. Além disso, o conteúdo e o assunto normalmente não afetam a vida das massas e não afeta a sociedade, e em vez disso é transmitida e impressa para atrair telespectadores e leitores. Exemplos disso incluem a cobertura da imprensa sobre o escândalo de Bill Clinton e Monica Lewinsky, o julgamento de Casey Anthony, o papel de Tonya Harding no ataque de Nancy Kerrigan, o caso Elián González e o caso de assassinato de O. J. Simpson. Fonte: Wikipedia.
Ou, poderíamos definir sensacionalismo, como uma bando de abutres em busca de carniçaAqui, podemos incluir o caso do vendedor ambulante, que:

1 - Desobedeceu ordem legal 
2 - Por ser lutador de boxe, aproveitou-se disso para desferir golpes contra dois agentes de segurança (sendo que um, além de franzino, tinha 53 anos de idade) 
3 - Tomando a arma de um deles e atirando, deixando ambos em estado grave de saúde e 4 - Foi morto em legítima defesa por um dos agentes para a manutenção de sua vida e de outros (no caso, o colega de serviço).

Veja bem: aqui não estamos definindo culpados e nem inocentes. Estamos nos atentando aos fatos iniciais das alegações. Diferentemente do que a mídia convencional tem feito.  

Já que aqui definimos o que é jornalismo sensacionalista, vamos a mais uma etapa do processo.

Aproveitando da repercussão do caso, o Programa Cidade Alerta, apresentado por Marcelo Rezende e o seu comentarista Percival de Souza, apresentou uma enquete nesta manhã com a pergunta (acompanhada da seguinte afirmação):

Você acha que Guarda Municipal deveria ter poder de polícia? Ex-campeão de boxe é morto pela Guarda Municipal com tiro nas costas. Para votar na enquete, clique aqui.

Postar um comentário