quarta-feira, 6 de julho de 2011

BRIGA ENTRE VIZINHOS SERÃO MEDIADOS

A Prefeitura de São Paulo quer formar até o fim do ano, 2 mil mediadores de conflitos para resolver problemas de perturbação de sossego e brigas entre vizinhos.

A ideia é abrir 34 casas de mediação em locais onde funcionam inspetorias da GCM (Guarda Civil Metropolitana) na capital. Quatro já devem estar em funcionamento neste ano, segundo informou o secretário municipal da Segurança Urbana, Edsom Ortega, ao jornal “O Estado de S.Paulo”.

A secretaria quer que as casas de mediação funcionem 24 horas. A previsão é que a primeira seja inaugurada ainda neste mês, em uma sala dentro do parque da Luz, na região central, onde já existe uma base da GCM. Nesse caso específico, as mediações irão acontecer de acordo com o horário de funcionamento do parque.

As casas de mediação serão distribuídas de acordo com as regiões onde mais ocorrem queixas de perturbação de sossego na cidade. Os mediadores serão acionados no momento em que a prefeitura receber a denúncia pelo número 153 da GCM. As reclamações também poderão ser feitas pelo número 156, do Psiu, e pelo 190, da Polícia Militar.

O mediador de conflito deve registrar um acordo entre as partes que servirá como um documento. Caso haja um desdobramento, o papel ainda poderá ser válido como um boletim de ocorrência.
FONTE: METRO SÃO PAULO/NOTICIAS@BAND.COM
Postar um comentário