segunda-feira, 12 de março de 2012

Cemitérios de SP terão câmeras inteligentes para evitar crimes Quinze equipamentos serão instalados nos próximos 90 dias. Cemitério da Consolação terá duas câmeras.


A Prefeitura de São Paulo vai instalar mais 15 câmeras em cemitérios da cidade dentro de 90 dias para auxiliar no monitoramento e no controle de furtos e vandalismo. Inaugurado em 1858 e com mais de 300 esculturas de artistas renomados, o Cemitério da Consolação, na região central, receberá dois desses equipamentos de vigilância. Segundo a Secretaria Municipal de Segurança Urbana (SMSU), o serviço também contemplará o uso de um programa de computador inteligente para detecção automática de ações relacionadas à segurança ou desordem urbana no raio de abrangência das câmeras, aumentando sua eficácia de ação. O monitoramento das imagens e atendimento de ocorrências será realizado pela Central de Telecomunicações e Videomonitoramento da Guarda Civil Metropolitana (GCM). As imagens serão compartilhadas com a central da Polícia Militar. Segundo o Serviço Funerário Municipal, os 22 cemitérios municipais contam com o apoio da GCM, que realiza rondas e policiamento fixo. Nos últimos dois anos, o número de ocorrências em cemitérios diminuiu 36%.  A Veredora Edir Salles (PSD) é autora de dois ofícios endereçados, um ao prefeito Gilberto Kassab (PSD) e outro à  Secretária de Segurança Urbana, em que pede a instalação de câmeras de segurança nos cemitérios da Consolação, Araçá, Quarta Parada e Vila Mariana. Ela disse ao G1 ter recebido em seu gabinete várias reclamações de familiares dos sepultados, inclusive por ofício, relatando furtos e vandalismo.                                                                                                                                     "Os atos criminosos estão se multiplicando a cada semana nos cemitérios. Verifica-se que os infratores constantemente invadem irregularmente para cometerem delitos. Dentre as ações criminosas mais graves estão os constantes furtos de materiais de bronze. São vasos, placas e até portões subtraídos dos túmulos causando danos irreparáveis aos familiares dos sepultados", disse ela em ofício endereçado ao secretário de Segurança Urbana,  Edsom Ortega Marques.  Salles recebeu de Ortega nesta semana uma resposta dizendo que as câmeras seriam instaladas ainda neste semestre.

Postar um comentário