segunda-feira, 21 de maio de 2012

Artigo: Construindo a Nossa Própria História

Por Denis Guerra
Nos últimos 15 dias estive empenhado no Estágio de Qualificação Profissional - EQP. Em um primeiro momento, sentimos um certo desconforto em participar, pois deixamos a nossa rotina e entramos em um novo mecanismo de ajustes com horários e trajetos diferentes dos habituais. Até mesmo para mim, que estava contente em participar, sempre traz alguns transtornos nesse sentido.
Formatura Matutina
Porém, com o passar dos dias, percebemos o quanto é válido tal empenho: antigos colegas se reencontram e novas amizades são feitas. Além da grande satisfação de perceber que pessoas que estão ao seu lado no cumprimento das missões diárias estão à sua frente dividindo, melhor, multiplicando conhecimentos. Como é incrível presenciar o desenvolvimento profissional e pessoal dos nossos colegas.
CD Basilio Passando o Comando da Escola a Inspetora Elza
Talvez eu não me preocupasse em escrever ou relatar nada se não fôsse por uma pedra presa ao asfalto daquela unidade de ensino. Sim, uma pedra! Em determinada aula de condicionamento físico, ela me chamou a atenção para a importância daquele momento. Passou-me na cabeça o quão antiga ela é em comparação a mim naquele lugar. Quando iniciei na instituição, ela já tinha o seu espaço definido naquele asfalto.
Hasteamento de Bandeira
E quanta coisa aconteceu deste então: Quantas mudanças! Já não sou mais aquele novato impressionado com tantas novidades. Já não sou mais aquele menino vislumbrando um mundo novo. Hoje sou um homem ainda mais ciente dos meus deveres, porém ainda me impressiono com as mudanças. Me impressiona o quanto os meus colegas aprimoram ainda mais os seus conhecimentos. E o quanto os mais antigos ainda tem por ensinar.
Homenagem ao Dia das Mães
E aquela pedra? Continua lá, presa ao asfalto. Sem mudanças e alterações que não o do próprio desgaste imposto pelo tempo. Ela terá sempre o seu espaço garantido naquele lugar. Porém sem poder dar um passo adiante, inerte e passando despercebida. Talvez seja percebida apenas em momentos como esse, em que você avalia as mudanças ocorridas em você mesmo.
Classe Distinta Solianno
No Artigo: Como preservamos a nossa História? tratei da maneira como o Regimento Nove de Julho e a própria Polícia Militar do Estado de São Paulo preservam a sua história e a história das corporações anteriores à ela própria. Aqui, quero confirmar o que presenciei nesses dias: estamos construindo a nossa própria história de uma maneira sutil, a cada dia. Talvez em um futuro breve, seremos os que definirão rumos. Então vamos definir os nossos próprios rumos agora!
Parabéns a todos os que se empenharam na valorosa missão de multiplicar conhecimentos. Parabéns a todos que se preocuparam em assimilá-los. Parabéns pelos laços de amizades renovados e iniciados. Gostaria de citar alguns nomes, que representassem todos os nomes em suas respectivas graduações. Citarei apenas um: CD Solianno, por uma aula de simplicidade e respeito ao ser humano. E que este nome represente todos os educadores e integrantes da unidade de ensino.



A todos, o meu muito obrigado!
Pelas amizades que fiz e as que renovei, muito obrigado!





FOTOS: GCM GUERRA/BLOG GCM MOTOCICLISTA GUERRA

Postar um comentário