quarta-feira, 16 de maio de 2012

Guarda Municipal de Sarandi é a primeira a usar pistola de choque brasileira


A Guarda Municipal  (GM) de Sarandi (a 12 km de Maringá) é a primeira em todo o Brasil a usar a pistola de choque Spark, uma alternativa brasileira às americanas Taser. As primeiras 15 pistolas foram entregues aos guardas na manhã desta terça-feira (15), na sede da GM, com a presença de representantes das polícias Militar e Civil, Conselho Municipal de Segurança, Câmara Municipal e de outras Guardas Municipais da região. A nova arma teve tecnologia desenvolvida pela empresa Condor em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Rio de Janeiro (Faperj) e com o Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet) Celso Suckow da Fonseca. A pistola foi desenvolvida principalmente visando oferecer uma arma elétrica incapacitante às polícias e Exército do Rio de Janeiro para o trabalho de segurança a ser realizado durante a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2012.
De acordo com o comandante da GM, Paulo Sérgio de Souza Prado, o Kung Fu, a Guarda de Sarandi, que começou a operar em janeiro deste ano, já é uma das mais bem equipadas do Paraná, contando com cinco carros, seis motocicletas e agora armas de choque. "Também já foram licitadas pistolas .380 e cartucheiras calibre 12, o que nos permitirá atuar junto com a Polícia Militar na segurança da cidade". O prefeito Carlos Alberto de Paula Júnior (PDT) disse que os guardas terão que estar preparados psicologicamente para poder usar as armas elétricas. Para isso, todos eles estão passando por treinamento teórico e prático.


Postar um comentário