terça-feira, 1 de maio de 2012

O Estado e a Segurança Pública

Nós operadores de Segurança Pública, sabemos que o Estado - Quando digo Estado, falo da União, Estados e Municípios - poucos investimentos é feito em prol da população ou da sociedade é feito ( Diga-se de passagem que é somente o básico ). 
Vejamos então como o  Governador ou Prefeito trata a Segurança Pública.
O Governador em sua vida publica/politica, sempre irá trabalhar para a sociedade em prol  de objetivos partidário ou seja, antes de qualquer atitude irá ao conselho do partido para saber o que pode fazer ou não. A partir desse comportamento  se tem um resultado satisfatoriamente viável ao  grupo de políticos.
Quando acontece crimes da mesma natureza - Latrocínio - o Estado diz que esta investigando e aumentando o policiamento.
Pois bem, falaremos  aqui  desses dois tópicos.
Investigando: No estado de São Paulo, o então Governador Geraldo Alckmin criou a POLICIA CIENTIFICA  ( Isso porque alguns consultores de segurança vivem dizendo que não precisa de mais uma Policia, neste caso os consultores de Segurança esta dizendo que não precisa de PODER DE POLICIA PARA AS GUARDAS MUNICIPAIS ), desvinculando totalmente a pericia da Policia Civil para a Policia Cientifica. Logo  entendemos  um aumento gradativo de investimentos no que se diz respeito à Pericia Criminal, aumento de efetivo, aumento de equipamentos, e efetivo. Bom na verdade nada disso aconteceu, porque quando se esta preservando o local de um crime a pericia leva no minimo 4 (Quatro) horas para chegar ao local. Dai já percebe-se que não houve aumento no efetivo.

Policiamento: Quando há o aumento de alguma atividade criminosa em determinado local da cidade o Governador, Coronel ou Delegado de Policia já dizem logo " Já foi providenciado o aumento de efetivo para policiar aquele local ou região". Vejamos então, se  aumentar o policiamento naquele local com índice de criminalidade, estará  tirando policiais de outro local com incidência de criminalidade, para atuar naquela região. Logo se percebe que o Estado não esta pronto para enfrentar de fato a criminalidade.
Dai temos o porque do Estado não investir na Segurança Pública.
Porque não traz votos para o politico. Ai você se pergunta. Porque votos? Porque o que dá votos é a construção de hospitais, postos de saúde ( Estrutura física e não humana, pois levanta-se o prédio, mas não se tem médico ou enfermeiros para atender a população, e ainda sim o povo continua votando ), ruas asfaltada etc e tal.
Conhece aquele ditado que diz " Quando esta e perigo, lembra de Deus e da Policia, passa-se o perigo, esquece de Deus e execra a Policia ", pois então o Estado faz a mesma coisa, quando tem que corta custos a primeira Secretaria de Estado a sofrer é o da Segurança Publica.
O mesmo exemplo é seguido pela União, quando do Senasp/pronasci, onde os agentes de segurança pública realizavam curso de aperfeiçoamento e após um cadastro no sistema recebia um determinado valor. Pois bem recentemente a União através do Ministério da Justiça, disseram que alguns agentes de segurança deveriam devolver dinheiro que foi recebido indevidamente . Mas é ai que esta a questão, como receber indevidamente se o Ministério da Justiça, faz primeiramente um devassa em seu contracheque ( Pois é apresentada uma serie de documentos ao MJ, inclusive o seu contracheque, para que assim possa receber o tal Bolsa Formação ), dai se vê que o Estado tirou de onde não pode lhe oferecer votos, para agregar investimentos financeiros em outras situações que lhe favorecem votos/poder politico.
Agora uma outra questão de interesse municipal, pois alguns chefe de Executivo tem visto a Guarda Municipal como uma fonte de lucro, pois com dinheiro recebido da União através do Ministério da Justiça, acaba-se investindo em outras situações de segurança tido como prioritário, e remaneja o dinheiro que foi dado para investimentos na corporação ( Exemplo disso é a Operação Delegado, quem acha que isso é dinheiro da Prefeitura de São Paulo esta enganado, pois é sim dinheiro do Ministério da Justiça ), ou então na iluminação pública.
 
Agora o detalhe mais importante para nós agentes de Segurança Pública, exclusivamente nós Guarda Civis Municipais, é que amamos o que fazemos, atendemos a sociedade com orgulho de ser Guarda Civil, pois fazemos parte da sociedade e da Comunidade, pois existem muitas cidades em que o quadro de agentes de segurança e até 10 vezes mais que efetivo da Policia Militar, e que recentemente foi a 3º ( Terceira ) instituição que melhor presta serviços a sociedade/comunidade, isso porque nós foi dado somente a missão de cuidarmos dos patrimônios públicos.
 
Policiamento além do Preventivo Policiamento Comunitário
Não interessa se alguns pensam se somos Agentes de Posturas Municipais, se somos Policiais, se somos Guardas ou se somos ninguém, o que importa é o que você representa para sociedade e para sua Família. 
Nós fazemos sim, Policiamento Comunitário, pois temos o prazer de estender a mão ao necessitado, e ainda que venham 1 Mil ao nosso lado e 10 mil a nossa direita seremos guardados. 
Postar um comentário