segunda-feira, 22 de julho de 2013

Resultado de consulta pública quer Guarda Civil armada em São Carlos

Esta é a preferência de 85% das 99 pessoas que participaram da votação. Pesquisa foi divulgada nesta terça-feira na Câmara dos Vereadores.
Guardas municipais de Leme, SP, trabalham armados desde 2009 (Foto: Marlon Tavoni / EPTV)
Guardas municipais de Leme, SP, trabalham armados desde 2009 (Foto: Marlon Tavoni / EPTV)
Cerca de 85% das 99 pessoas que participaram de uma consultoria pública querem que a Guarda Municipal de São Carlos (Veja vídeo) passe a utilizar armas. O resultado foi apresentando nesta terça-feira (4) na Câmara dos Vereadores da cidade.
A consulta pública foi realizada pela Câmara neste semestre e questionou também que tipos de armamentos seriam adequados, a criação de um regulamento que discipline o uso e a instalação de uma corregedoria e uma ouvidoria. Nos próximos 15 dias, a consulta poderá ser acessada pelo site da Câmara Municipal.
Vulneráveis
Em São Carlos (SP), os 152 guardas contam apenas com a tonfa e o spray de pimenta para trabalhar. Na cidade eles são proibidos de usar armas de fogo e muitos se sentem vulneráveis.
“Além dessa segurança patrimonial que a guarda exerce hoje, ela também se depara com ocorrências na rua, o que pode acontecer de a gente se deparar com algum indivíduo mal intencionado e armado, não só nos locais onde a gente atua como também nas ruas”, disse o agente Ricardo Genaro.
á em Leme (SP), desde 2009 todos andam armados e atendem muitos chamados que caberiam à Polícia Militar. “Além da finalidade da guarda de preservar bens, serviços e patrimônios do município, nós também atendemos ocorrências diversas que a população solicita. O emprego do armamento é necessário para atender a segurança do agente e também do cidadão”, explicou o comandante Alex Roberto Volpi.
Outros municípios da região, como Araras, Limeira, Pirassununga, Rio Claro e Ribeirão Preto já aprovaram o armamento da guarda. Em Araraquara (SP), cidade com mais de 200 mil habitantes, os agentes trabalham desarmados.
Postar um comentário