quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

GCM flagra quatro ocorrências com entorpecentes, encaminha menor foragida à Fundação Casa

A Guarda Civil Metropolitana divulga balanço do desempenho nos desfiles das escolas de samba e também nas festividades regionais em toda a cidade de São Paulo. A GCM atuou com foco no controle e fiscalização do espaço público, sobretudo para impedir o comércio irregular; proteção aos agentes públicos e a pessoas em situação de risco; além de orientar a população de acordo com a necessidade. As ações foram realizadas pela Guarda Civil Metropolitana de forma integrada com as subprefeituras, as Polícias Militar e Civil, a CET, a SPTrans e demais órgãos.
Também foram apreendidas substâncias de cocaína, crack e maconha, R$ 320, 11 folhas roubadas de cheque e um coldre, além de frascos utilizados para acondicionamento das drogas. Os casos foram registrados de 19 à 21/02, nas regiões de Cidade Tiradentes, Centro e Mooca, durante rondas com vistas aos Programas de Proteção ao Patrimônio Público e Controle do Espaço Público, nas regiões Centro e Oeste da capital. Dos três envolvidos, dois são adolescentes. Sendo que uma menina é foragida e retornou à Fundação Casa, o outro menor foi encaminhado à Vara da Infância e Juventude e terceiro suspeito permaneceu detido.
Em 20/02, na Cidade Tiradentes, Guardas Civis realizavam ronda pela rua Joaquim Amaral, 490, quando flagraram o menor de 17 anos com 30 pinos vazios e quatro com cocaína, um saco plástico com grande quantidade de maconha, 40 frascos vazios para acondicionar lança perfume e um coldre com R$40,00 reais. O caso foi registrado no 53º DP. O delegado acionou os pais e o menor encaminhado à Vara de Infância e Juventude.
No Centro da cidade, domingo (19/02), dois flagrantes foram realizados. O primeiro aconteceu na Avenida Nove de Julho, próximo ao túnel, que liga a Avenida Prestes Maia, onde a adolescente de 16 anos foi surpreendida com 70 gramas de entorpecente. No segundo caso, um homem portava oito pedras de crack, uma porção de maconha, R$280,00 e 11 folhas de cheque roubadas. A menor, que era foragida da Fundação Casa, retornou à unidade e o homem permaneceu detido.
Já na Mooca, os guardas em ronda de bicicleta pelo Centro Esportivo, na Rua Taquari, 635, avistaram um casal utilizando entorpecente e, ao serem abordados, a mulher disse que estava grávida e agrediu os GCMs. O fato foi encaminhado á delegacia, onde o delegado solicitou exame Beta HCG, para averiguação de gravidez, porém o laudo apontou negativo. O casal foi liberado, após prestar depoimento porque não possuíam antecedente criminal. As três ocorrências foram encaminhadas ao 8º DP.
No ano de 2011, a GCM realizou 209 flagrantes envolvendo entorpecentes na cidade de SP. Os dados são da Superintendência de Planejamento da Guarda Civil Metropolitana, com base nos dados do Sistema de Relatório de Atendimento e Serviço (SISRAS).
Os agentes da Central de Telecomunicações e Videomonitoramento da GCM auxiliaram na transmissão de informações e orientação das equipes operacionais nos arredores do Sambódromo e nos pólos regionais, inclusive com imagens, repassando dados relevantes para o efetivo na região.
Postar um comentário