sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

A Guarda Civil Metropolitana, vem sendo um exemplo para o Brasil quanto o assunto é comunicação e tecnologia

CETEL” - Nova Central de Telecomunicações da GCM
Com número 153 e videomonitoramento a nova CETEL atua em toda a cidade integrada aos órgãos públicos para colaborar na segurança da cidade de São Paulo
A Guarda Civil Metropolitana de São Paulo conta com uma nova Central de Telecomunicações (CETEL), composta pelo atendimento telefônico 153 – ativado recentemente, central de videomonitoramento, central de radiocomunicação e de despacho (responsável pelo encaminhamento das providências) e Sala de Situação que detêm informações da cidade e da alocação de efetivo e viaturas da GCM, informações dos locais protegidos pela GCM, e mais vulneráveis, com vistas à atuação integrada com os órgãos do sistema de segurança.


A CETEL GCM está voltada ao atendimento das demandas relacionadas aos seis programas da GCM: Proteção Escolar, que atua na segurança na região das escolas municipais; Proteção Ambiental, que atua na segurança dos parques, das áreas de interesse ambiental na cidade incluindo os perímetros prioritários da Operação Defesa das Águas; Proteção ao Patrimônio municipal, que atua na segurança de instalações e equipamentos públicos como centros esportivos, culturais, de saúde, pontes, cemitérios e monumentos; Proteção aos Agentes Públicos onde atua em conjunto em ações do CONTRU, do PSIU, da SMADS, da SPTrans, dos fiscais das Subprefeituras, da Limpurb, da Ilume entre outros; Proteção ao espaço público e fiscalização do comércio ambulante, inibindo o comércio irregular, vandalismo e o uso impróprio do espaço público; Proteção as Pessoas em Situação de Rua e de Risco, atuando na rede de proteção da assistência social, orientando e encaminhando para ao atendimento especializado pessoas que estiverem em situação de risco, sobretudo crianças e adolescentes.

Atendimento 153 GCM


Localizada no novo prédio do Comando Geral da GCM, na Rua General Couto de Magalhães – Nova Luz, a nova CETEL possui modernas instalações do atendimento 153, com 22 cabines, que centralizou a comunicação em toda a cidade, num sistema digital, sem interferências, com mais segurança e rapidez, com moderno sistema de criptografia, na mesma plataforma tecnológica da Policia Militar de São Paulo, o que facilita a integração da comunicação e o processamento das informações. Antes a GCM tinha sua comunicação segmentada em cada inspetoria das 31 subprefeituras e em cada região e não permitia a comunicação entre a GCM em toda a cidade e com as demais policias. Atualmente, a GCM já possui 235 viaturas com rádios de comunicação digital além de contar com outras 244 viaturas com rádios analógicos e 1500 rádios HT analógicos de comunicação individual do Guardas. Já está em processo de licitação à aquisição de mais 2.100 rádios de comunicação digital, sendo 1.700 deles HTs de comunicação individual para os GCMs, dotados de sistema de geolocalização (GPRS) para melhor proteção do GCM e, com a sua localização visualizada na Central, poderá ser acionado com maior rapidez para atender as prioridades demandadas na sua área de atuação. A Guarda Civil Metropolitana ainda dispõe de 286 viaturas com GPS (sistema de rádio navegação baseado em satélite) e deverá ampliar este sistema para toda a sua frota operacional.

Videomonitoramento

Desde 2006 em operação a Central de Videomonitoramento da GCM que iniciou com 35 câmeras, já conta com 99 e deve receber mais 134 - cuja licitação está em andamento, que totalizará 234 câmeras nesta fase, abrangendo o centro expandido da cidade, o parque Ibirapuera e outros locais estratégicos, protegendo praças, pontes, cemitérios, escolas, ruas e avenidas de grande movimentação, colaborando na proteção no âmbito dos programas da GCM e colaborando com os demais órgãos segurança da cidade. A Central de videomonitoramento da GCM já está integrada com a central de videomonitoramento da Polícia Militar, com as câmeras da SPTrans, visualizando terminais de transportes e pontos de ônibus e, brevemente, estará integrada com as câmeras da CET e de outros órgãos da administração municipal e estadual, otimizando o uso de cerca de 3.600 câmeras já instaladas, onde será possível o uso compartilhado de todas as câmeras do Sistema contribuindo na proteção, na segurança, no pronto atendimento às ocorrências constatadas além de facilitar a apuração de fatos ocorridos nas áreas de abrangência.


Rádio comunicação e despacho das demandas

Quando a demanda chega pelo 153 e se enquadra nos Programas da GCM, o atendente digita um protocolo de registro e envia imediatamente para a sala de DESPACHO. O profissional analisa a sua prioridade e orienta as providências que pode ser o imediato acionamento de uma viatura para o pronto atendimento ou repassa para os organismos parceiros como PM, Polícia Civil, Bombeiro ou secretarias e órgãos municipais, estaduais ou federais quando se tratar de fatos de competência especializada.

Quando a ocorrência tem origem no videomonitoramento, o operador repassa a imagem e envia uma mensagem com o número da câmera, o tipo de ocorrência e o local para a sala de DESPACHO. O operador a visualiza por meio de um monitor e avalia o encaminhamento conforme a sua natureza, podendo acionar uma viatura da GCM para atender a solicitação ou demandar apoio das polícias ou organismos parceiros envolvidos pela sua competência.

Sala de situação da GCM
É o local onde o Comando da Guarda Civil Metropolitana, principalmente a Superintendência de Operações (SOP) acompanha em tempo real a atuação da corporação. A sala é equipada com computadores e telas de LCD e sistema de videoconferência. É integrado ao Observatório de Violência, vinculado a CAP – Coordenadoria de Análise e Planejamento da SMSU, responsável pela análise de informações sobre criminalidade, violência e vulnerabilidade social na capital, que atua articulado com a CAP da SSP-SP que gerencia o INFOCRIM. As estatísticas e indicadores sociais elaborados pela CAP servem para planejamento das ações, decisões de prioridades inclusive pelo Gabinete de Gestão Integrada de Segurança e a alocação prioritária dos meios disponíveis.

Novo Sistema de Telecomunicação: atendimento 153 e Radio Despacho: R$ 18,7 milhões recursos do município e do estado de São Paulo, primeira etapa já em funcionamento e a segunda etapa complementar conclusão dez/2010.
Novos Rádios HTs (com GPS) e fixos digitais: em procedimento de licitação. R$ 16,2 milhões, recursos federal e municipal.
Postar um comentário