sábado, 20 de outubro de 2012

Comerciante é condenada após tentar subornar guardas civis em SP

Uma comerciante foi condenada a prestar serviços comunitários após tentar subornar agentes da Guarda Civil Municipal em São Paulo.
A mulher ofereceu R$ 950 para que dois guardas não vistoriassem sua loja, que continha produtos falsificados.
A comerciante foi presa e condenada a cumprir pena de dois anos de reclusão em regime aberto, além de pagar dez dia-multa, no valor de 3% do maior salário mínimo vigente na época do crime.
Por não ter antecedentes criminais, a pena de reclusão foi revertida em serviços comunitários.
Postar um comentário