sexta-feira, 26 de julho de 2013

Guarda Civil Metropolitana lança projeto social: “Cante com a Guarda”

Nos próximos dias 23 e 25 de julho, a Secretaria Municipal de Segurança Urbana, por meio da Guarda Civil Metropolitana, iniciará um novo projeto social na cidade: o “Cante com a Guarda”, voltado às pessoas em situação de rua e dependentes químicos.
A iniciativa, que tem parceria com as Secretarias Municipais de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS) e de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC), busca a reinserção social dos grupos acima, através da música e dentro das propostas do programa “Crack, é possível vencer” do Governo Federal.
Nesse projeto inovador, os membros do Coral da GCM ensinarão, entre outros temas, trabalhos rítmicos e saúde vocal aos freqüentadores do Complexo Prates, localizado na região da Luz.
Esse centro especial de acolhimento conta com Espaço de Convivência para Adultos; Abrigo para menores; Centro de Acolhida 24 horas; Centro de Atenção Psicossocial III Álcool e Drogas (CAPS III AD) e Assistência Médica Ambulatorial (AMA) 24 horas.
Inicialmente, o projeto será voltado apenas aos freqüentadores do Complexo Prates. De acordo com a aceitação do público, ele poderá se estender a outros centros de acolhida da capital paulista.
O “Cante com a Guarda” é mais uma ação da Secretaria Municipal de Segurança Urbana, baseada nos princípios de guarda comunitária, que busca uma aproximação cada vez maior entre a GCM e a população.


Coral da GCM
Foi idealizado em setembro de 2001, pela Inspetora Regional Lídia Maria de Gouvêa, com o apoio do ex-comandante Geral da GCM, Joel Malta de Sá, que na época era Comandante Operacional Leste. Por sua vez, ele convidou o GCM Davi Bastos dos Santos, devido a sua formação musical, para organizar um grupo na corporação.
As atividades do Coral se deram a partir do primeiro ensaio, em uma sala emprestada da Universidade Cruzeiro do Sul, no dia 24 de outubro de 2001, após um processo de seleção dos voluntários.
Atualmente ele é composto por 23 integrantes e é regido pelo Classe Distinta José Carlos Milanez e pelo GCM Davi Bastos dos Santos, ambos com habilitação em canto lírico.
Desses vinte e três membros, quase a metade do grupo é a mesma desde a sua criação, além do regente Davi Bastos. São eles: Jair Vieira, Jeremias Bonfim, Marta Aparecida dos Santos, Keli Cristina da Silva, Claudia Fernanda Cordeiro, Sandra Regina Mota, Rosimeire Barros, Glaucia Leite e Eliana da Cunha.
O Coral da GCM já fez apresentações em hospitais, escolas públicas (CEI, EMEI e EMEF) e casamentos comunitários da cidade. Em média, ele faz cento e cinqüenta apresentações durante o ano, e o repertório inclui músicas em inglês, alemão, latim, espanhol e dialetos africanos e indígenas.
Aberto a todos os integrantes da GCM, os membros do Coral são selecionados através de testes de aptidão teórica e prática, na Divisão de Esporte e Cultura da GCM.
Vale ressaltar que, quando os guardas não estão empenhados em apresentações ou ensaios, eles desenvolvem atividades técnicas operacionais, nas diversas regiões de São Paulo.
Postar um comentário