sexta-feira, 6 de abril de 2012

Suspeito de matar PM na Rocinha tem prisão decretada, diz polícia


Juiz de plantão do TJ-RJ decretou a prisão temporária por 30 dias.
Homem já é considerado foragido, segundo a Polícia Civil.
A Divisão de Homicídios da Polícia Civil procura Edilson Tenório de Araújo, de 42 anos, suspeito de matar o cabo Rodrigo Alves Cavalcante, da Polícia Militar, na parte alta da Favela da Rocinha, na Zona Sul do Rio. O juiz de plantão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) concedeu, na madrugada desta sexta-feira (6), um pedido de prisão temporária de 30 dias contra Araújo. Ele já é considerado foragido pela polícia. As informações foram confirmadas pela assessoria da Polícia Civil. O policial foi morto na madrugada de quarta-feira (4).
Próximo ao local do crime, a polícia encontrou uma mochila onde estava a identidade de Edilson, que teria sido deixada para trás pelo suspeito durante a fuga. Dentro da mochila também havia munição e um carregador, tudo calibre nove milímetros. De acordo com a perícia realizada no corpo, a munição que matou o cabo Cavalcante também é de calibre nove milímetros.
Edilson Tenório de Araújo (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Presos na Rocinha 
Dois casais foram presos, na manhã desta quinta-feira (5), na Rocinha. Segundo informações da delegada Flávia Barros, da 14ª DP (Leblon), Denílson Franklin Lima e Dalila Alves de Souza foram encontrados com uma granada na localidade 199, no alto da comunidade. 
A polícia investiga se um dos presos nesta quinta teve envolvimento com a morte do PM Rodrigo Alves Cavalcante. O corpo do policial foi enterrado nesta manhã, em Sulacap, na Zona Oeste. 
"Segundo moradores, Denílson, também conhecido como 'Treta', seria um dos seguranças de um traficante da região e estaria envolvido no assassinato do PM do policial Rodrigo Alves Cavalcante. Mas ainda não encontramos nenhum indício de que ele tenha realmente algum envolvimento no crime", afirmou a delegada.
Fonte: WWW.g1.com.br

Postar um comentário