quinta-feira, 24 de maio de 2012

Empresa quer apoio das polícias para criar arma de choque 'brasileira'

A  empresa americanaTaser pretende pedir apoio das polícias civis e militares, das Forças Armadas e das empresas de segurança privada para desenvolver uma arma de choque especialmente voltada para o mercado nacional.
Segundo o fundador e diretor-executivo mundial da companhia, Rick Smith, o objetivo é obter o retorno dos clientes que já usam a Taser no país para, mantendo o modelo internacional, aplicar tecnologias desenvolvidas aqui e que melhor se adaptem às ações registradas nas ruas.
Taser (Foto: Divulgação/Prefeitura São José dos Pinhais)
“A tecnologia da Taser é uma das mais avançadas do mundo em termos de prevenção de vidas para os fins de segurança. O que buscaremos é o retorno dos nossos clientes no Brasil para desenvolver um produto voltado para o mercado local. Iremos ouvir nossos clientes, ver o que eles querem, o que podemos fazer. E estamos buscando parceiros e até mesmo indústrias que queiram contribuir com tecnologia”, afirma Smith ao G1.
Além do novo produto, Smith irá anunciar nesta quarta-feira (22), em Brasília, a implantação de uma sede da Taser no país e a futura instalação de uma fábrica. A cidade ainda não foi definida, mas, segundo ele, conversas começaram a ser feitas com estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro.
Fonte:www.g1.com.br
Postar um comentário