domingo, 18 de novembro de 2012

Praias da Represa de Guarapiranga têm uso regulamentado e a fiscalização será realizada pela Marinha e Guarda Ambiental

As praias da Represa de Guarapiranga, na Zona Sul de São Paulo, agora têm regras para o uso de motos aquáticas e embarcações. Este é o primeiro fim de semana das mudanças feitas para a segurança dos banhistas.
A partir do decreto, as 18 praias às margens da represa passam a ter uso regulamentado. Não haverá mais convivência livre entre banhistas, motos aquáticas e outras embarcações como barcos e lanchas.
Na área de Capela do Socorro, com sete praias, a do Sol é a mais movimentada. Nos fins de semana de verão, chega a receber 5 mil pessoas. Agora, só poderá ser frequentada pelos banhistas.
Na região, apenas duas praias são abertas aos esportes náuticos: a praia da Ilha da Formiga, que poderá receber embarcações e banhistas, e a praia do Parque Náutico, aberta exclusivamente para embarcações. A praia do Parque Nove de Julho será só para atracamento.
A entrada e a saída das embarcações poderão ser feitas apenas em dois locais: na praia Parque Náutico, na Capela do Socorro, e na Rampa Pública, em Parelheiros.
Na Subprefeitura de Parelheiros, que tem seis praias, o Terceiro Lago é só para embarcações e a praia do Golfe Clube permite também a convivência entre os banhistas. Na região de M’Boi Mirim, as cinco praias só serão permitidas para banhistas.
A fiscalização vai ser feita por pessoal da Marinha, da Guarda Civil Metropolitana e das três Subprefeituras que têm as praias: Capela do Socorro, M'Boi Mirim e Parelheiros. A previsão para o início desta fiscalização é o mês de dezembro.
Para o subprefeito de Capela do Socorro, Marco Antônio Augusto, o novo decreto vai trazer mais tranquilidade a quem frequenta as praias. “O decreto vem estabelecer e dar disciplinamento a cada situação de lazer, recreação e esporte utilizado aqui na Represa de Guarapiranga”, disse.
E para quem frequenta a represa o decreto foi bem recebido. “É bom por causa das crianças, né? É menos perigoso ”, disse um pai. “Eu acho importante até porque as pessoas não são orientadas a utilizar esse veículo”, afirmou uma mulher.
Fonte e vídeo: http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2012/11/praias-da-represa-de-guarapiranga-tem-uso-regulamentado.html
Postar um comentário