sexta-feira, 16 de março de 2012

Mais de 200 Guardas Civis Metropolitanos estão sendo capacitados para mediar pequenos conflitos


As aulas tiveram início em fevereiro e vão até setembro deste ano. A previsão é formar mais de 200 Guardas, além de servidores de diversas secretarias municipais e representantes da sociedade civil que enfrentam, no dia-a-dia, questões conflituosas
A capacitação “Curso de Mediação de Conflito acontece no Centro de Formação em Segurança Urbana e na Universidade Aberta do Meio Ambiente e da Cultura de Paz (UMAPAZ), Departamento de Educação Ambiental da Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente (SVMA), às quartas–feiras, das 18h30 às 22h30 e aos sábados das 8h30 às 17 horas.
Com um total de 80 horas, os módulos abordam cultura de paz e formas de promoção; o entendimento de justiça e as diversas formas e significado da violência para os distintos grupos sociais; diálogo transformador e o exercício do consenso; trabalhos de campo com experiências vividas e sua resolução após o aprendizado; noções de direitos humanos, entre outros temas.
“Nessas Casas de Mediação, o cidadão pode tratar pequenos conflitos, ocorrências de perturbação de sossego, brigas de vizinhos e queixas de barulho, entre outros, na região onde vivem de maneira rápida e acessível. A idéia é promover a solução entre as partes, reduzindo os indicadores de violência no município”, explica o Secretário Municipal de Segurança Urbana, Edsom Ortega.
Foto: Guty
A rede de Mediação de Conflito funcionará de maneira articulada com outros organismos do Estado, Município, Centro de Integração de Cidadania, da Secretaria de Justiça e da sociedade civil, além dos juizados de conciliação, de arbitragem e de pequenas causas. Hoje, funcionam quatro Casas de Mediação de Conflito, localizadas na Praça da Sé, Parque do Ibirapuera, Vila Mariana e no Campo Limpo. Elas foram inauguradas em 21 de dezembro de 2011. Até  o final desse ano,  a previsão é que sejam instaladas pelo menos 31 Casas de Mediação na capital, usando a estrutura das Inspetorias da Guarda Civil Metropolitana e dos órgãos parceiros. 

Este é um modelo inovador de promoção da cultura de paz na cidade de São Paulo, através da parceria entre a Secretaria Municipal de Segurança Urbana e a Secretaria do Verde e Meio Ambiente. “Hoje, já temos nas aulas representantes das mais diversas profissões que irão atuar como voluntários. São conselheiros tutelares, professores, estudantes de direito, profissionais da saúde, assistência social, entre outros”, disse a Coordenadora do curso e integrante do Comitê de Mediação de Conflitos, Glacilda Pinheiro Corrêa.

Os horários de atendimento das Casas de Mediação serão de acordo com as peculiaridades de cada região e organismos participantes. A população poderá entrar em contato com a Guarda Civil Metropolitana por meio do telefone 153.
Foto: Guty
Para a GCMf, Patricia Neves dos Santos, lotada na Inspetoria República – 25 de Março, o curso possibilita um novo olhar  sobre as situações rotineiras, onde ainda não se instalou a crise. Ela cita, como exemplo, o diálogo com donos de cães mais agressivos que soltam os animais pelos parques, sem focinheira ou coleira. “Já experimentei esta situação antes e depois do curso. O entendimento por parte do munícipe, que sabe que existe uma lei nesse sentido e, mesmo assim, não respeita foi bem mais rápido. O principal aprendizado do curso de mediação é o diálogo, é poder se colocar no lugar do outro e buscar o entendimento”, disse Patricia.
Foto: Guty
 
Casas de Mediação de Conflito Existentes: 
*Base Sé - Próximo ao Metrô da Sé;
*Parque do Ibirapuera – Uma Paz -Avenida IV Centenário, entrada portão 7;
*Inspetoria Vila Mariana da Guarda Civil Metropolitana - Rua Capitão Macedo, 553;
* Inspetoria Campo Limpo da Guarda Civil Metropolitana - Rua Manoel José Pereira, 300 - Jardim Gismar
Mais informações sobre cursos de Mediação de Conflito, Centro de Formação em Segurança Urbana, na avenida. Ariston de Azevedo nº 64, Belenzinho – telefone 2693-7981 ou no e-mail: inscriçõesumapaz@prefeitura.sp.gov.br
Fonte: www.prefeitura.sp.gov.br/segurnaçaurbana

Postar um comentário